quarta-feira, 9 de março de 2016

Orientações as vítimas de vazamentos online de fotos ou vídeos

1.   Jamais apague as provas
Faça cópias de absolutamente tudo o que foi divulgado, registre a data de acesso e o link da página onde as imagens foram publicadas, se possível 
2.   Registre um Boletim de Ocorrência (B.O.)
Salve os arquivos em alguma mídia (CD, DVD, Pen drive, etc), imprima todos eles e vá até uma delegacia para fazer um Boletim de Ocorrência, relatando o que houve 
3.   Faça uma Ata Notarial
Você pode preservar as provas registrando uma Ata Notarial em qualquer Cartório de Notas (ou Tabelionato de Notas). O documento lavrado tem plena validade jurídica, ou seja, ninguém poderá contestá-lo em um futuro processo judicial 
4.   Garanta a veracidade das mensagens
Para conteúdo em e-mails, a dica é “Salvar como anexo”. Quando encaminhado, o cabeçalho original é modificado, prejudicando a identificação do remetente 
5.   Convoque os amigos
Caso pessoas conhecidas recebam este material por qualquer canal, contem com elas no armazenamento das provas conforme a dica 1 
6.   Procure um advogado
Com as provas, o B.O. e a Ata Notarial (que não é obrigatória) em mãos, fale com um advogado - de preferência, especializado na área de Direito Digital 
7.   Fale abertamente sobre o assunto
Vergonha ou medo só reforçam a impunidade. Por isso, garanta os seus direitos e não se cale. Lembre-se: a culpa nunca é da vítima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário