sexta-feira, 10 de maio de 2013

Boas Praticas - Evite falar mais do que deveria


Quem nunca ouviu essa frase?
As boas práticas de educação nos dizem para fazer isso, mas e no nosso trabalho?
Quando vamos mostrar algo que fizemos e no começo de uma apresentação, você diz “não tive o tempo que queria para fazer” ou “infelizmente não está do jeito que eu queria”, estamos antecipando para a audiência que o trabalho que será apresentado não está legal. De antemão, já estamos abrindo as portas para as críticas além de chamar a atenção justamente para detalhes que não seriam antes notados.

Isso acontece porque elevamos o nosso padrão de qualidade quando estamos expondo algo próprio e interno para o mundo exterior.
Nós não gostamos da rejeição dos outros e por isso acabamos nos defendendo antecipadamente. Eu já pude presenciar trabalhos excelentes sendo apresentados desta forma e que acabaram recebendo mais críticas do que deviam.

Isso chega a ser uma questão cultural. Você vai embora e diz “me desculpe qualquer coisa!” mesmo sabendo que você não fez nada de errado. Em uma situação que se passou comigo há muitos anos, o meu supervisor (que não era brasileiro) em uma avaliação, me disse que eu tinha sido o melhor da equipe dele, mas que ele não iria me deixar nessa posição somente porque eu tinha o hábito de pedir desculpas demais, de pedir desculpas sem a devida necessidade.

Agora, pesem nas pessoas de sucesso ao seu redor. Perceba se elas fazem isso. Na maioria das vezes, não. Mas o que há de diferente? Será que elas também não colocam os seus padrões internos de qualidade lá em cima? Sim, colocam, mas elas não ficam por aí, fazendo uma publicidade disso. Pare para refletir e pense em situações que você se justificou de antemão. Você perceberá que poderá estar facilitando o trabalho dos críticos e talvez, falando mais do que devia.

Fonte: www.r2dx.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário