quarta-feira, 7 de março de 2018

Concurso incentiva criação de soluções em mobilidade nas cidades

Se você tem propostas voltadas para a mobilidade urbana, pode concorrer ao Desafio InoveMob, que pretende investir R$ 600 mil (US$ 200 mil) em subsídios a melhores práticas. Segundos dados da WRI Brasil, os brasileiros passam em média de dez a 15 dias ao ano presos no trânsito, causando estresse e redução da produtividade e colabora ao aumento das emissões de gases poluentes na atmosfera. A iniciativa é promovida pela MRI Brasil e a Toyota Mobility Foundation e visa selecionar soluções para promover alternativas sustentáveis e iclusivas de deslocamento nas cidades. As inscrições estão abertas até 9 de março e podem ser feitas no site: www.desafioinovemob.org
Podem participar empreendedores, pesquisadores e empresas de serviços em mobilidade. O Desafio pretende identificar soluções para o acesso aos chamados Centros de Atividades, que são áreas ou edifícios de natureza e dimensão diversas que geram um número significativo de deslocamentos. Alguns exemplos são escolas, universidades, centros empresariais e esportivos, centros hospitalares e terminais de transporte coletivo.
Até 80% dos deslocamentos nas cidades brasileiras são por motivo de estudo ou trabalho, segundo dados do WRI Brasil. Entre as características das propostas esperadas pelos organizadores estão o uso de tecnologias limpas, a promoção do compartilhamento de veículos, a contribuição para a acessibilidade de pessoas com deficiência, idosos e crianças e o fomento à equidade de gênero na mobilidade.

O concurso possui cinco etapas, que serão realizadas ao longo de 2018. Após o fim das inscrições, o júri vai selecionar 12 projetos semifinalistas, cujos responsáveis participarão de oficinas de capacitação. As propostas serão apresentadas aos gestores dos municípios que deverão declarar seu interesse em receber as iniciativas. Cada semifinalista deverá conquistar ao menos um “embaixador”, que pode ser um prefeito ou representante de uma secretaria diretamente relacionada ao projeto.
A partir daí, serão selecionados cinco finalistas para executarem o projeto-piloto. Cada um deles receberá um apoio financeiro de cerca de R$ 60 mil (US$ 20 mil) para a implementação do piloto, além de contar com mentorias de especialistas ao longo dessa etapa. Os projetos-piloto devem ser implantados entre agosto e novembro de 2018 e ficarão em operação por pelo menos oito semanas.
Em dezembro de 2018, o júri vai escolher o projeto vencedor, que receberá um apoio financeiro de cerca de R$ 300 mil (US$ 100 mil). O responsável vai trabalhar em conjunto com os organizadores do concurso para dar escala e implementar sua solução em outros centros de atividades e municípios brasileiros.
Essa ação ocorre pela primeira vez no país. O Desafio é um dos vários concursos promovidos pela Toyota Mobility Foundation em todo o mundo. Atualmente, a organização também está à frente do Desafio de Mobilidade Ilimitada (Mobility Unlimited Challenge), que recebe inscrições de ideias inovadoras que busquem melhorar a mobilidade de pessoas com paralisia. A meta é ter um protótipo desenvolvido pelo vencedor até 2020. WRI Índia e Toyota Mobility Foundation realizam juntos um concurso na Índia chamado Station Access and Mobility Program (STAMP). O programa busca soluções de acesso à rede de metrô da cidade de Bangalore para incentivar o uso do transporte coletivo.
Acesse o site: www.desafioinovemob.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário