quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Huawei e USP selecionam estudantes para capacitação na China

Huawei e a Universidade de São Paulo (USP) realizaram no dia 12 de outubro, em São Paulo, um concurso para selecionar três estudantes da instituição para uma capacitação na China, onde está localizada a sede da empresa. A iniciativa é parte da segunda edição do Seeds for the Future, programa global da Huawei que oferece treinamentos nas mais avançadas tecnologias de informação e comunicação (TIC).
O concurso da Huawei e da USP escolherá 3 dos 15 estudantes que viajarão para a China e terá o desenvolvimento de soluções de Internet das Coisas (IoT) como tarefa, contando com a participação de alunos do quarto e quinto ano dos cursos de Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica e Ciências da Computação.
Ao todo, quinze alunos serão selecionados por meio de parceiras do programa “Seeds for the Future” no Brasil, que inclui CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações), PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) e UFCG (Universidade Federal de Campina Grande). Cada parceira realizou sua seleção com a participação da Huawei.
“A realização da segunda edição do Seeds for the Future no Brasil reflete nosso compromisso de capacitar os futuros líderes da indústria local de TIC. Por meio de parceiras com instituições de ensino, talentos brasileiros terão contato com as tecnologias mais avançadas disponíveis atualmente, além de inovações que chegarão ao mercado nos próximos anos, colaborando para o desenvolvimento de suas carreiras como pesquisadores ou profissionais em um setor que vive em constante evolução”, disse Alexander Rose, Gerente de Relações Públicas da Huawei.
Desde seu lançamento em 2008, o “Seeds for the Future” da Huawei já foi implementado em 35 países, beneficiando mais de 10 mil estudantes ao redor do mundo. Ao longo últimos dos anos, a Huawei tem investido cerca de 10% de seu faturamento global em P&D, sendo que, apenas em 2015, estes investimentos atingiram mais de US$ 9 bilhões. Como resultado de seu intenso foco em inovação, ao final de 2015, a Huawei ocupava a posição nº 1 no ranking de patentes na China, e figurava nos rankings de patentes Top 15 na Europa e Top 50 nos Estados Unidos. Ao todo, a Huawei já obteve mais de 50 mil patentes concedidas.
Os jovens talentos terão a oportunidade de visitar os laboratórios de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da Huawei, em Shenzhen, e acompanhar de perto demonstrações de soluções inovadoras em conectividade ao lado de especialistas da companhia, que dividirão experiências e conhecimentos com os estudantes. O escopo do programa inclui capacitação em tecnologias avançadas de redes de banda larga fixa e móvel, como 5G, computação em nuvem, internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) e cidades inteligentes. Além disso, o programa proporciona aos alunos uma imersão cultural com a China, principal parceiro comercial do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário