sábado, 22 de outubro de 2016

Huawei e USP anunciam a criação de um Centro de Inovação e Capacitação em Tecnologias de Internet do Futuro

Huawei e a Universidade de São Paulo (USP) anunciam a criação de um Centro de Inovação e Capacitação de Recursos Humanos em Tecnologias de Internet do Futuro, incluindo Internet das Coisas, Redes Definidas por Software e redes 5G, entre outras. Chamado Centro USP/Huawei de Internet do Futuro, o projeto é motivado pela necessidade de qualificar pesquisadores e profissionais da tecnologia da informação e comunicação (TIC) para garantir mão de obra capacitada a atuar em um ambiente em constante transformação tecnológica.
Por meio deste acordo, Huawei e USP criarão uma infraestrutura de inovação e capacitação,  flexível e multi-usuário para dar suporte aos processos de inovação e qualificação de talentos em TIC, criar conteúdo e metodologias para as oficinas e cursos de inovação e capacitação, e desenvolver ferramentas de suporte a inovação e capacitação utilizando técnicas avançadas de TIC, como Big Data Analytics. O projeto contará com validação constante por meio de aplicação de métodos quantitativos e qualitativos nas atividades de inovação e capacitação.
“Cidades inteligentes, internet das coisas e a tecnologia de banda larga móvel 5G proporcionam rápidas mudanças na forma que as pessoas vivem, trabalham e se relacionam. A intensa transformação digital requer pesquisadores e profissionais que dominem as inovações tecnologias em constante evolução. O cultivo de talentos de TIC é fundamental para que o Brasil dê um salto de qualidade tecnológica e nossa parceria com a USP torna possível a criação de um time de elite em TIC no país”, disse Jackey Wang, Vice Presidente de Marketing e Soluções da Huawei Enterprise Brasil.
O centro USP/Huawei de Internet do Futuro é composto de 2 espaços principais: o Espaço das Ideias e o Espaço de Experimentação, ambos a serem localizados nas dependências da Escola Politécnica da USP.
O Espaço das Ideias (EI) visa fomentar a criação de novas soluções baseadas no estado da arte das tecnologias de TIC, incluindo a criação de startups para o desenvolvimento comercial das soluções desenvolvidas pelo Centro. O EI irá contar com um ambiente colaborativo, projetado para fomentar tanto discussões locais como discussões com parceiros remotos durante o desenvolvimento das soluções.

O Espaço de Experimentação (EE), por sua vez, adota o conceito de living lab, de forma a usar o ambiente da Universidade de São Paulo para o teste e experimentação de novas tecnologias como, por exemplo, o uso de postes de iluminação do Campus para Experimentação de tecnologias de Internet das Coisas. Para tanto, o EE será projetado de forma inerentemente distribuída, com uma sala física principal multi-propósito, o Laboratório Didático (LD), e conexões de alta velocidade à infraestrutura do EI e à rede do Campus, permitindo a interligação futura com outras salas e recursos tecnológicos da Universidade de São Paulo.
Ambos os espaços irão utilizar uma plataforma aberta para aplicações de IoT (a plataforma aberta FI-WARE) para agregar novos serviços e aplicações ao projeto de SmartCampusUSP. Dentro do escopo da parceria, serão utilizadas as atividades de treinamento de certificação básica em redes da Huawei como mote inicial das atividades do LD.
A duração estimada da primeira fase do projeto (piloto de operação) é de 7 meses com um com potencial de capacitação de 64 alunos nas formas presencial e à distância. Na segunda fase do projeto (piloto de uso), será contemplado o desenvolvimento de soluções tecnológicas, incluindo o fomento a criação de startups e novos negócios com forte influência da Internet das Coisas a criação de casos de uso de pesquisa baseados tanto nas atividades do Centro como na integração de plataformas abertas da Internet do Futuro.
O Centro USP/Huawei de Internet do Futuro é uma extensão da parceria entre Huawei e USP, que contempla um projeto iniciado em 2015 baseado no conceito de segurança individual e público, incluindo a identificação de pessoas e veículos em movimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário