quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Solução EMC permite integração em nuvem de todo o datacenter

EMC Corporation anuncia a chegada de uma ampla gama de produtos e soluções desenvolvidas para possibilitar a conexão de sistemas de armazenamento primário e de proteção de dados em nuvens públicas e privadas.Assim, as organizações estarão mais preparadas para aproveitar tanto a agilidade e a escalabilidade ilimitada dos serviços em nuvem pública, quanto o controle e a segurança de uma infraestrutura de nuvem privada.
As soluções de proteção de dados e armazenamento habilitadas para a nuvem, da EMC, permitem que os clientes implementem um ambiente de armazenamento seguro no qual os dados podem ser automaticamente classificados.
Novos produtos e soluções que permitem a integração em nuvem de todo o datacenter:
·         Classificação de dados por níveis de/para a nuvem - as plataformas de armazenamento VMAX e VNX da EMC permitem a classificação automatizada por níveis de e para nuvens públicas e privadas.  A EMC está ampliando, ainda mais, o alcance de integração do VMAX com as melhorias implantadas na solução de classificação por níveis FAST.X™, permitindo aos clientes reduzirem o custo total de propriedade e fazendo, automaticamente, a classificação por níveis nas transferências de armazenamentos da EMC ou de terceiros para nuvens públicas.  A simples conexão do VMAX a um CloudArray da EMC, uma SAN e um switch de rede, permite aos clientes conectarem imediatamente o poder da nuvem a seus datacenters, bem como automatizarem a alocação de dados para destinos de armazenamento no local e na nuvem, com base em seus próprios objetivos de nível de serviço.
Os clientes com orçamentos mais baixos podem desfrutar de uma funcionalidade semelhante, porém em menor escala, substituindo o VNX pelo VMAX na configuração da infraestrutura, e adicionando o EMC VPLEX®.  A classificação em nuvem do VPLEX amplia os serviços inteligentes de mobilidade de dados para a nuvem, permitindo que o VNX classifique os dados de maneira não disruptiva dentro e fora de nuvens públicas e privadas.
Tanto o VMAX – com a nova classificação em nuvem integrada – quanto o VNX – que aproveita a nova classificação em nuvem – agora dão suporte ampliado aos provedores de nuvens públicas e privadas.  Agora, a EMC dá suporte ao VMware vCloud Air, Microsoft Azure, Amazon S3 e Google Cloud Platform – tudo isso sem deixar de proporcionar o desempenho e a tranquilidade que os clientes esperam do armazenamento corporativo. 


·         Protegendo os dados que entram e saem da nuvem – o CloudBoost 2.0 amplia de maneira homogênea as soluções de proteção de dados já usadas pelos clientes da EMC, entre elas o Data Protection Suite e o Data Domain, para um armazenamento em nuvem elástico, scale-out resiliente. O CloudBoost oferece uma taxa de transferência 3x mais rápida e uma capacidade de dados 15x maior do que as versões anteriores.
·         Protegendo dados na nuvem – o Spanning da EMC oferece recursos avançados de restauração e segurança, juntamente com uma nova implementação regional dentro da União Europeia. O Spanning Backup para Salesforce oferece recursos avançados de recuperação de dados de SaaS, permitindo que os clientes restaurem dados perdidos ou excluídos de maneira mais rápida e simples.
·         Proteção de dados como serviço - os prestadores de serviço e clientes da EMC que implementam a proteção de dados como serviço (DPaaS) em suas nuvens privadas próprias se beneficiarão dos novos recursos apresentados na versão mais recente do sistema operacional Data Domain® DD OS 5.7, entre eles a capacidade de gerenciamento avançada, o multi-tenancy seguro e uma densa configuração de gavetas que reduz drasticamente o custo total de propriedade.
·         Gerenciamento simplificado da proteção de dados – Finalmente, a EMC apresenta a nova geração do NetWorker®, seu software de proteção de dados.  O NetWorker 9 apresenta um novo mecanismo de política universal desenvolvido para automatizar e simplificar o processo de proteção de dados, independentemente de onde os dados residam.  Usando esse mecanismo de política, os clientes da EMC poderão automatizar o processo de mover os dados de proteção entre os níveis de armazenamento, mantendo os dados protegidos armazenados localmente para acesso imediato e enviando sistematicamente os dados frios para destinos em nuvem mais econômicos. Além disso, agora o NetWorker 9 também está integrado ao EMC ProtectPointTM e oferece proteção integrada em nível de block para ambientes Microsoft e Linux.
·         Ampliando os data lakes para a nuvem –  Em novembro, a EMC anunciou o EMC CloudPools, um novo recurso do EMC Isilon que permite aos clientes ampliarem seus dados frios para nuvens públicas e privadas. O CloudPools permite que o Isilon classifique os dados de maneira homogênea em nuvens públicas como a Amazon Web Services, Microsoft Azure e Virtustream e nuvens privadas como a EMC ECS ou um cluster Isilon remoto. A classificação por níveis ocorre sem a necessidade de um gateway em nuvem e oferece recursos de nuvem híbrida simples, flexíveis e econômicos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário